HOMENAGEM A ALLAN KARDEC

Mercedes Marin
“A Falange do Consolador se apresentava portanto como aquele grande exército espiritual... e seu chefe, seu comandante, seu orientador era o Prof. Rivail, um homem de cinqüenta anos de idade, largamente experimentado, duramente provado, intensamente preparado para a grande missão”. Herculano Pires (O Espírito e o Tempo).

No mês de outubro comemoramos o aniversário de Kardec, e carinhosamente prestamos a nossa homenagem àquele que serviu como instrumento para que pudéssemos, através do Espírito da Verdade - orientador do trabalho de toda a Falange do Consolador, acessar o conhecimento verdadeiro a fim de adentrarmos o Terceiro Milênio, em condições de trilharmos os caminhos necessários para nos apropriarmos da nossa natureza Divina - a nossa supra-consciência. É momento de refletirmos a importância dessa fase da construção do nosso Ser.

A mensagem de Jesus nos levou à reflexão de que somos um Ser individuado, partícipes da construção do Universo, que temos uma natureza Divina, e com o desenvolvimento do nosso intelecto e da nossa moral através do livre-arbítrio, alicerçados e harmonizados pelas Leis Universais, estamos, através das diversas reencarnações, desenvolvendo o nosso potencial para acessar, por nós mesmos, esses conhecimentos que se encontram no nosso templo interior – o Reino dos Céus (conforme diz A Gênese, cap.1 - ítem 45). O Novo Testamento trouxe-nos o Caminho da Verdade e da Vida, orientou-nos como nos conduzirmos na senda desse caminho pela vivência do amor incondicional.

Após dezoito séculos, no momento em que já nos encontrávamos num estágio de consciência capaz de assimilarmos a nossa condição de co-criadores e responsáveis por nossa construção, surge Allan Kardec, como agente, na Terra, do Orientador do Trabalho de toda a Falange do Consolador. É quando surge a elaboração de um Terceiro Testamento, abrindo-nos os portais da sabedoria que nos conduz às dimensões mais profundas do nosso Ser, permitindo que a nossa jornada pela busca do conhecimento que nos leva ao pico da nossa evolução, ficasse mais suave, e o caminho na nossa vivência diária pudesse ser coroado pela luz da Verdade.

Espíritos cansados dos próprios desatinos, ignorantes da nossa verdadeira natureza e viciados em padrões desajustados de comportamento, percorremos mais de um século e meio para nos conscientizarmos das verdades trazidas nas obras da Codificação, que, por serem muito profundas, ainda se faz necessário um tempo para amadurecermos e entendermos em sua inteireza. Nos dias de hoje, nós que já incorporamos muitos de seus ensinamentos e verdades, através da evolução da tecnologia, da globalização, dos diversos conhecimentos que emergiram das consciências de tantos Espíritos iluminados e nos instrumentalizaram para um entendimento maior e uma possibilidade de expansão do conhecimento espírita, temos o compromisso de estendê-lo cada vez mais a todos os seres humanos. E promover essa expansão através de um trabalho humano de comunicação e dedicação abnegada é a melhor forma de prestarmos a nossa homenagem a esse Espírito ilustre que não mediu sacrifícios, colocando-se à disposição para colaborar com essa tarefa, motivado por uma curiosidade digna de um ser evoluído.

Coube a Allan Kardec a missão especial de clarificar fenômenos que foram marcos para a construção de um novo paradigma humano; a consciência do mundo espiritual e suas relações com o plano dos encarnados, a dinâmica da nossa evolução através da reencarnação, as causas das aflições, das dificuldades nas relações entre os encarnados, os vínculos de simpatia e antipatia tão presentes, sem explicações aparentes nessas relações, a mediunidade que nos coloca como canal entre o Espírito e a matéria, responsável por tantas doenças do corpo e da alma, etc... Passaríamos muito tempo enumerando os benefícios da Doutrina Espírita, codificada por Kardec, em nossa caminhada de Espíritos em evolução pela busca consciente da própria construção, especialmente nesse momento em que a mediunidade está cada vez mais presente no comportamento humano. Graças a esses ensinamentos, conseguimos entender fenômenos que nos dias de hoje nos acompanham e que sem as explicações trazidas pelas obras da Codificação, ficaríamos à mercê de vivê-los sem consciência e desequilibradamente.

A Doutrina Espírita, num primeiro momento da nossa evolução, nos auxiliou esclarecendo sobre muitos comportamentos individuais e coletivos, aliviando sofrimentos, encaminhando-nos na cura do corpo e da alma. Nos dias de hoje, onde o homem busca a sua evolução pelo autoconhecimento, além desses benefícios, ela vem ao encontro a nossas necessidades de conhecimento, esclarecendo dúvidas, criando curiosidades, guiando-nos, como setas, com segurança, à dimensões do nosso ser que sem esse conhecimento não ousaríamos acessar.

Seremos sempre gratos a Allan Kardec, Espírito de Luz, pelo trabalho que facultou aos Espíritos para as criaturas na Terra, para nos colocar em contato com o nosso ser multidimensional, nas experiências diárias e na vivência na matéria.

* * * * *

No ano do seu 200º aniversário de nascimento, a ADE-PE homenageia o maior vulto da História do Espiritismo, o eminente professor Hippolyte Léon Denizard Rivail, nascido em 03/10/1804, imortalizado com pseudônimo Allan Kardec

* * * * *

(Transcrito do site da Fundação Espírita André Luiz - www.feal.com.br)

 

Fechar

Endereço: Rua Marechal Deodoro, 460, Encruzilhada, Recife/PE - CEP 52030-170