O ANJO DE SALETE

Carlos Pereira
A novela Mulheres Apaixonadas, exibida pela Rede Globo de Televisão, vem apresentando uma interessante cena onde a personagem Salete - uma menina com seus oito anos de idade aproximadamente – visualiza um anjo em sonho ou até mesmo acordada. O anjo vem-lhe dar um aviso: a sua mãe, Fernanda, irá morrer. Diz também que ela não se preocupe com o que vai acontecer na sua vida, pois o Téo (personagem vivido pelo ator Tony Ramos) tomará conta dela e tudo ficará bem. Aterrorizada com a visão do anjo alado, a pequena Salete grita e avisa a mãe o que estaria prestes a ocorrer.

Teria correspondência com a realidade esta trama idealizada pelo autor da novela Manoel Carlos? Teria sim. Neste caso, dois temas espirituais estariam sendo enfocados: a doutrina dos anjos guardiões e o fenômeno da premonição.

O anjo guardião, na Doutrina Espírita, recebe a denominação de Espírito Protetor ou Guia Espiritual. São espíritos com elevação moral e intelectual superior a de seus protegidos, que têm a finalidade de orientá-los para o bem na presente vida física. O espírito protetor aconselha para que se tome a melhor decisão diante das diversas situações do cotidiano. É aquela voz que fala no nosso inconsciente dando uma dica sobre qual o caminho que se deve seguir. É um amigo que Deus oferece a cada uma de suas criaturas para não deixá-las sozinhas nos desafios que uma encarnação na Terra proporciona. Embora dê conselhos, o guia protetor não interfere no livre-arbítrio do seu orientado, afinal, a responsabilidade pelos atos praticados será sempre da própria pessoa. Isto é importante que seja lembrado porque, muitas vezes, teimamos em trilhar por uma estrada diferente daquela que ele nos sugere, mas, apesar disso, ele nunca nos abandona, pelo contrário, é o tutelado que se afasta dele psíquica e emocionalmente.

A menina Salete, provavelmente, está se relacionando com seu espírito protetor, que vem lhe antecipar algo que poderia ser bem mais difícil de suportar. Representa um certo preparo psicológico prevenindo para algo que poderia ser bem mais doloroso. Como se trata de uma notícia que ela rejeita - a premonição da morte da mãe - é natural que lhe traga uma sensação de pavor. Nesta fase da vida, até os oito anos de idade, é normal que crianças vejam e dialoguem com espíritos sem que isso venha a trazer seqüelas futuras. Na verdade, neste período, o espírito está num certo processo de adaptação reencarnatória e seu relacionamento com “o mundo de lá” ainda é freqüente, seja acordado ou através dos sonhos. Trata-se, na prática, de uma comunicação mediúnica, quando as duas dimensões, a física e a espiritual, se inter-relacionam.

Os anjos não são personalidades aladas e tampouco criaturas privilegiadas criadas por Deus. São seres como qualquer um de nós que souberam vencer com determinação os obstáculos da evolução e hoje já possuem uma condição que lhes permitam colaborar no progresso de outras criaturas. Como seres espirituais não necessitam das asas para se deslocarem. O homem é que, por ignorância da realidade transcendental, colocou asas nos anjos para justificar o rápido deslocamento dos espíritos.

A Providência Divina mais uma vez se revela quando nos oferece uma companhia amiga para salvaguardar os nossos destinos. Sendo assim, por que não agradecer ao guia espiritual, todos os dias, por tudo que, invisivelmente, ele nos ajuda a superar? Não que ele vá dar importância ao nosso esquecimento, pois não nutrem mais em seus corações o sentimento de orgulho, porém, se é o principal amigo que temos, não convém sejamos ingratos.

Obrigado, meu amigo espiritual de todas as horas.

Fechar

Endereço: Rua Marechal Deodoro, 460, Encruzilhada, Recife/PE - CEP 52030-170