Espiritualidade na novela Páginas da Vida*

Um choque brutal, um enfarte fortíssimo, três pontes de safena implantadas, dias e dias entre a vida e a morte na UTI de um hospital. É verdade, Alex tem sofrido horrores desde a morte de Nanda. Mas, enfim, esse suplício está para terminar. A boa nova é que ele será transferido para um quarto, segundo os médicos, um sinal significativo de melhora. É claro que ainda precisa de cuidados especiais, mas logo, logo poderá iniciar vida nova.

É Sérgio quem recebe o pai, feliz da vida com a recuperação. O médico faz uma série de recomendações, e a principal é a de não cansá-lo muito. Se o paciente seguir todas corretamente, muito em breve poderá retornar para casa. Sérgio concorda e se volta para o pai. Ainda sob o efeito dos sedativos, Alex mantém os olhos fechados num estado de torpor e sonolência. De repente, toca o telefone de Sérgio e ele precisa se afastar para não incomodar o pai. É nessa hora que Alex abre os olhos.

Visão etérea
Confuso mentalmente, a vista bastante nublada, Alex não identifica o lugar para onde foi levado. Onde estaria? Algo, subitamente, chama sua atenção. Perto da porta, como uma visão etérea, volátil, eis que se materializa a figura da filha. Seria um sonho? Ele fixa os olhos na tentativa de enxergar melhor e vê mais claramente. É mesmo Nanda quem está ali. Ela sorri e se aproxima, deslizando silenciosamente. Alex devolve o sorriso, extasiado, pronuncia o seu nome e tenta tocá-la. Mas antes que ele o faça, é ela quem toca a mão dele. Alex fecha os olhos como que para eternizar aquele momento e escuta claramente o que parece música para seus ouvidos: – “cuida dos meus filhos, pai”.

É uma ordem doce e sublime. Ele abre os olhos a tempo de vê-la pedir novamente e chora. Mas a imagem da filha aos poucos vai perdendo força, sumindo, sumindo. Ele se esforça na tentativa de continuar vendo, mas ela desaparece por completo. E exatamente no lugar em que Nanda estava, outra figura surge. Essa mais real que nunca: Marta.

Más notícias
Alex tenta lhe falar da visão que acabara de ter. Ainda sente no ar o perfume da filha. Mas esposa só sente mesmo o cheiro típico de hospital. E traz más notícias. A filha de Nanda talvez não resista: – “nasceu muito pequena... Não estou otimista...”. Alex se incomoda um pouco, mas garante: – “não vai acontecer nada”. Ele tem certeza disso.


*Novela Páginas da Vida, Rede Globo de Televisão, às 21 horas, de 2ª feira ao sábado - Agosto/2006
Fechar

Endereço: Rua Marechal Deodoro, 460, Encruzilhada, Recife/PE - CEP 52030-170