LADRÕES INVADEM CENTRO ESPÍRITA

16/06/04

A ousadia dos bandidos parece não ter limites, chegando a perturbar até uma cerimônia religiosa. Por volta das 19h de segunda-feira, quatro homens fortemente armados de revólver e pistola invadiram uma casa da rua 31 de Março, no bairro do Timbó, em Abreu e Lima, onde cerca de 50 pessoas estavam reunidas na sede da Aliança Espírita Irmã de Castro MeiMei. O bando realizou um assalto coletivo, levando vários pertences dos fiéis, entre anéis, carteiras, celulares e até a pistola 380 de um policial militar que participava do encontro.

Antes de deixarem o local, os ladrões ainda quiseram levar um táxi (Gol vermelho / 98, de placa KLZ-8940), que estava estacionado na frente do imóvel. "Eles ficaram perguntando de quem era o carro, ameaçando todo mundo de morte, caso o proprietário não se revelasse. Foi então que o aposentado J.E.S., de 56 anos, disse ser o dono", contou o delegado de Itamaracá, Jandir Carneiro Leão.

Enquanto um esperava num Gol azul do lado de fora, e outro ficava a espreita na porta, os outros assaltantes cuidaram de recolher os objetos das pessoas e acabaram levando, à força, o taxista, temendo que o automóvel dele tivesse algum segredo na ignição. De lá, partiram em disparada, deixando as demais vítimas em desespero.

O aposentado só foi localizado três horas depois do ocorrido, no fim da rua Rio Branco, no bairro do Planalto, em Abreu e Lima, amordaçado e com as mãos atadas por trás das costas."Ele estava muito nervoso, pois já teve o carro roubado outras duas vezes e estava se recuperando de problemas cardíacos. Disse que não o maltrataram durante o tempo que ficaram circulando. A esposa dele, que também participava da reunião, está muito abalada", relatou um amigo do senhor raptado, um policial civil que preferiu não se revelar. Até o fechamento desta edição, o táxi não tinha sido encontrado.

Os bandidos entraram no salão de repente. Os que ficaram dentro do recinto, um usava capacete de motociclista e o outro, uma máscara de carnaval. "Como preferiram se ocultar, certamente são pessoas conhecidas da área, principalmente porque o Centro Espírita já tinha sido assaltado outras duas vezes, em menos de três meses. Talvez o nível das pessoas que lá freqüentam chame a atenção de meliantes", comentou um policial.

Ainda de acordo com o delegado de Itamaracá, onde o caso foi registrado, o crime não se configurou um seqüestro"porque a vítima foi levada apenas para garantir a condução do carro, caso algum problema surgisse, uma vez que não houve interesse financeiro em negociar a liberação do aposentado".

Apesar disso, a pressão psicológica deixou a família do taxista em pânico. Durante o tempo que ficou desaparecido, os criminosos ficaram o tempo todo ligando para a casa dele, proferindo ameaças. Até durante o momento que estava na delegacia, os telefonemas não pararam. Com medo, o aposentado preferiu não dar entrevistas nem ter o nome revelado. "O Ciods já acionou todas as guarnições da Região Metropolitana para ficarem alertas sobre os suspeitos e o veículo roubado", garantiu o delegado Jandir Carneiro. A investigação ficará a cargo da DP de Abreu e Lima.

Fechar

Endereço: Rua Marechal Deodoro, 460, Encruzilhada, Recife/PE - CEP 52030-170