O Que é o Espiritismo
Ubirajara Melo
Publicado em 30/03/2008

Tenho recebido algumas mensagens eletrônicas indagando constantemente o que é o Espiritismo. Muitas dessas pessoas freqüentam reuniões doutrinarias e outras leram algumas obras espíritas. Não é fácil neste pequeno espaço que nos é concedido aos domingos explicar tal assunto. Contudo, começaria dizendo que o Espiritismo é doutrina filosófica de bases cientificas e conseqüências morais e religiosas. É o consolador prometido por Jesus e dá uma explicação lógica de onde o homem vem, para onde vai e por que está na terra, qual o objetivo da sua existência e qual a razão da dor e do sofrimento. Interessante é que cada vez mais pessoas que cultivam diversas religiões estão interessadas no Espiritismo.

Embora a maioria das religiões afirme a existência da alma, somente através da doutrina espírita foi desenvolvido um processo de acesso à mesma, de modo organizado, e a comprovação do mundo espiritual onde vivem os espíritos quando desencarnados, sendo tal explicado sem uso de dogma propriamente dito, sem liturgia, sem símbolos, sem sacerdócio e sem chefes religiosos.

O Espiritismo não adota e não usa em suas reuniões e em suas práticas, altares, imagens, andores, velas, procissões, sacramentos, concessões de indulgências, parâmentos, bebidas alcoólicas ou alucinógenos, incenso, fumo, talismãs, amuletos, cartomancia, pirâmides, cristais ou qualquer outro objeto, rituais ou formas de culto exterior. A doutrina espírita é exercitada e estudada através dos centros espíritas que nada mais são do que sociedades civis. A existência da Federação Espírita Brasileira, e de outras entidades assemelhadas são apenas facilitadoras e orientadoras, não tendo qualquer ingerência nas entidades individuais, que são autônomas.

As comunicações com os espíritos, existentes há muito como nos revela a bíblia, não é exclusividade do Espiritismo, é uma faculdade que muitas pessoas trazem consigo ao nascer, independentemente da religião ou da diretriz doutrinaria de vida que adotem. Nas reuniões nos milhares centros espíritas existentes, limitam-se apenas à pregação do espiritismo e do evangelho, além de um passe fluídico, sendo que na maioria dos centros espíritas as comunicações são feitas em reuniões privadas.

Uma das mais importantes diferenças entre as outras doutrinas e o Espiritismo é que nesta não se impõem seus princípios, convida-se apenas os interessados em conhecê-los e a submeterem os seus ensinos ao crivo da razão, antes de aceitá-lo. O fato é que quando Allan Kardec codificou a doutrina espírita em 1857, ampliou sua reflexão ao transcender o campo dos fenômenos, elevando o Espiritismo à dimensão globalizante de uma filosofia que alarga o horizonte científico e desmistifica o religioso. A doutrina espírita surgiu como legítima fundadora da Era do espírito em nossa civilização pelas mesmas vias do saber elaborado. O estudo do espiritismo, diz Sérgio Aleixo em sua obra O que é o Espiritismo, não é apaixonante tão só pelas manifestações em si, mas por suas conseqüências. Nenhum sistema elaborado de pensamento racional atingiu os níveis tão precisos de síntese alcançados pela doutrina espírita. Isto é Espiritismo.

Ubirajara Emanuel Tavares de Melo é advogado e diretor do Neil.

Fechar

Endereço: Rua Marechal Deodoro, 460, Encruzilhada, Recife/PE - CEP 52030-170